Ministério da Defesa adia Operação "Rondon das Gerais" para julho

18/01/2022

PREX, Extensão, Projeto Rondon, Aluno, UNITAU

O Ministério da Defesa adiou para julho a Operação “Rondon das Gerais”, que estava prevista para ocorrer a partir do dia 26 de janeiro em 12 municípios. O adiamento ocorreu em função dos estragos provocados pelas chuvas em todo o Estado de Minas Gerais. A Universidade de Taubaté (UNITAU) participa em 2022 de duas operações do Projeto Rondon, sendo uma delas na cidade mineira de Grão Mogol.

Em nota divulgada na última sexta-feira, dia 14 de janeiro, o Ministério da Defesa comunicou o agendamento de uma nova data para a operação, entre os dias 1 e 17 de julho.

“A expectativa entre nossos estudantes e professores em participar é muito grande, mas teremos que esperar mais um pouco. Nesse momento, a prioridade é prestar assistência imediata aos mais de 370 municípios mineiros que declararam situação de emergência. Nós poderemos e iremos ajudar a população de Grão Mogol em julho, com planejamento, segurança e todo o cuidado”, afirma a Pró-Reitora de Extensão, Profa. Dra. Letícia Maria Pinto da Costa.

Com a nova data agendada, as oito alunas dos cursos de Agronomia, Arquitetura, Direito, Letras, Biologia e Relações Públicas selecionadas para a operação em Grão Mogol mantêm a expectativa de impactar positivamente a vida das pessoas.

Pétria Greber, aluna do nono semestre do curso de Agronomia, vai participar de oficinas para ensinar aos moradores da cidade mineira técnicas de apicultura que ela já aprendeu durante as aulas. “Eu e as minhas parceiras Graziela e Camila estamos nos aprofundando muito nesse assunto porque a apicultura envolve tudo, desde a comunicação até a administração financeira”.

 O Projeto Rondon é uma ação do Governo Federal, que tem como objetivo contribuir com o desenvolvimento da cidadania nos estudantes universitários, estimular a produção de projetos coletivos locais e desenvolver a responsabilidade social dos estudantes.

“O projeto já está me ajudando muito como aluna e como pessoa. É muito diferente eu  fazer um plano municipal de turismo sustentável para a Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte, que é umas das regiões mais ricas do Brasil, e fazer o plano para uma cidade menor. Isso já muda muito a minha visão. É uma experiência de cidadania. Nesse projeto, vamos conhecer realidades que não estamos acostumados, e eu espero voltar mais humana e mais sensível. É um trabalho que ajuda você como cidadão”, destaca a aluna Bruna Fernanda, do nono período do curso de Arquitetura.

Além da operação na cidade mineira, a UNITAU também vai estar presente em Calçoene (AP). A Operação “Amapá Mais Forte” está prevista para ocorrer em 11 municípios entre os dias 2 e 20 de fevereiro.

A participação da UNITAU no projeto Rondon é desenvolvida por meio da Pró-Reitoria de Extensão (PREX). Para saber mais sobre essa e outras atividades, clique aqui.

 

ACOM/UNITAU