Alunos do curso de extensão da UNITAU oferecem orientações nutricionais para a população

01/12/2020

Comunidade, Pandemia, Saúde, Hábitos Alimentares, Atendimento, Oportunidade, Extensão, UNITAU, Nutrição Clínica Hospitalar

Os alunos do curso de extensão em Nutrição Clínica Hospitalar, da Universidade de Taubaté (UNITAU), realizaram, na última sexta-feira (27),um encontro com a população de Taubaté para alertar sobre hábitos alimentares para os quais as pessoas com alguma patologia, como diabetes, colesterol, hipertensão, entre outros, devem se atentar. O encontro aconteceu na Praça Dom Epaminondas, das 9h às 12h, e contou com a supervisão da Profa. Dra. Roberta De Lucena Ferretti.

Durante as primeiras horas de evento, cerca de 45 pessoas,sendo a maioria idosa, passaram pelas tendas dispostas na praça e receberam orientações nutricionais dos alunos nutricionistas e da professora.  O objetivo do evento foi promover a conversa com a comunidade sobre como a alimentação ideal para cada patologia é essencial para não agravar os problemas de saúde, principalmente durante a pandemia causada pelo novo coronavírus, que fez as pessoas adquirirem hábitos alimentares não saudáveis, o que prejudicou os quadros de doenças e agravos não transmissíveis.

No encontro, a população pode ouvir as orientações dadas pelos nutricionistas e, quem autorizava a equipe, recebia também um material encaminhado para o whatsapp pessoal. Nos casos considerados mais complexos, em que a pessoa precisa de um atendimento mais individualizado e deseja ser atendida, os alunos solicitaram o contato do munícipe para, posteriormente,receber o atendimento da Clínica de Nutrição da UNITAU.

“Ano que vem,estaremos aqui na praça novamente, porque o nosso objetivo não é somente produzir conhecimento, mas também transferir tudo isso para a comunidade”, ressalta a organizadora do evento, Profa. Dra. Roberta.

Para o aluno do curso de extensão Daniel de Oliveira Silva, formado em Nutrição pela UNITAU,conversar com a população sobre os hábitos adquiridos na pandemia se faz extremamente necessário para alertar sobre os agravos na saúde.

“O nosso papel é essencial, tendo em vista que a hipertensão, o diabetes e o consumo excessivo de doces, principalmente durante a quarentena,aumentou muito. Por meio de uma linguagem mais simples, podemos orientar a população para que todos consigam entender e colocar em prática o que foi ensinado”, pontua o aluno.

O ensino nos une, não importa a distância.

Foto: Renata Moraes

Bianca Guimarães
ACOM/UNITAU