UNITAU define regras de transição para volta às aulas teóricas presenciais

30/07/2021

Reitoria, Volta às aulas, Protocolos de biossegurança, Pandemia, UNITAU

A Universidade de Taubaté (UNITAU) inicia na próxima segunda-feira, dia 2 de agosto, o calendário letivo do segundo semestre de 2021 de forma remota e com uma programação para a retomada progressiva das aulas teóricas presenciais, de forma opcional, a partir da segunda quinzena do mês.

O ato executivo da Reitoria 032/2021, com essas diretrizes, foi publicado na última quarta-feira, dia 28 de julho. O documento vai ao encontro da deliberação do Conselho Estadual de Educação (CEE) nº 201/2021, aprovada por unanimidade em sessão virtual ocorrida no dia 21 de julho.

Todo esse planejamento foi elaborado após reuniões realizadas com os diretores dos departamentos e com as lideranças estudantis. Também foram feitas pesquisas para avaliar o desejo dos alunos em retornar às atividades teóricas presenciais. “Essa tomada de decisão foi pautada pela escuta de nossos alunos, no contexto da pandemia no Brasil, pensando na saúde de nossos professores, alunos e funcionários. Tivemos uma reunião com nossos alunos, ponderamos e levamos a nossa proposta. Eles acharam excelente”, afirma a Reitora da UNITAU, Profa.Dra. Nara Lucia Perondi Fortes.

Segundo a Reitora, o planejamento prevê uma transição em três momentos: aulas remotas nas primeiras semanas de agosto, a implantação de um modelo híbrido com aulas nas salas transmitidas em tempo real para quem estiver em casa e o aumento progressivo das atividades presenciais em toda a Universidade. “A partir do dia 15 de agosto, 70 salas de aula da Universidade de Taubaté estarão equipadas para um modelo híbrido. As aulas serão transmitidas em tempo real e os alunos que não estiverem na sala poderão acompanhar de casa com a câmera aberta, interagindo. O cabeamento para todas essas salas de aula já foi feito pela nossa equipe de TI”.

Outro ponto levado em conta nesse planejamento foi a realidade da pandemia no Estado de São Paulo e a meta de vacinação de todo o público adulto com, ao menos, uma dose até o final de agosto. “Nossos professores já tomaram a primeira e muitos já até a segunda dose da vacina. Até o final de agosto, nossos alunos já deverão ter tomado a primeira dose também. Mas não podemos nos esquecer de que estamos em uma pandemia. Realmente, precisamos ter cautela em nossas decisões. A Universidade de Taubaté tem como premissa a saúde de todos os seus públicos”, complementa a Reitora.

Durante reunião virtual ocorrida na última quinta-feira com professores, a Reitora também destacou que cada departamento terá autonomia para conduzir esse processo de retomada, conforme suas características específicas. “Nós deixamos aberto para a iniciativa vir do departamento, respeitando as particularidades de casa curso. Vai depender do direcionamento, da gestão do diretor, do coordenador e dos professores nesse momento”.

Os protocolos de biossegurança continuarão a ser rigorosamente seguidos em toda a Universidade, assim como o cumprimento das orientações de higiene e o uso de máscaras.

 

ACOM/UNITAU