UNITAU inova e lança curso de pós-graduação em Ciências da Saúde

10/06/2021

Inovação, PRPPG, Ciências da Saúde, Pesquisa Científica, Oportunidade, UNITAU, Aluno

Neste momento em que a geração de conhecimento de qualidade ganha maior relevância e a interdisciplinaridade se torna regra entre os pesquisadores, a Universidade de Taubaté (UNITAU) lança um novo curso de Pós-graduação em Ciências da Saúde.

Serão duas áreas de concentração: clínica odontológica e promoção, prevenção e tratamento em saúde. Este curso é derivado do programa de Pós-graduação stricto sensu em Odontologia, que completa 30 anos de criação em 2021. Esta vinculação vai permitir a manutenção da chancela da Coordenação de aperfeiçoamento de pessoal de nível superior (Capes). Há 17 anos, este programa recebe o conceito 4 por parte da Capes.

Para a Pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação da UNITAU, Sheila Cortelli, esse desenho permitirá a manutenção do nível de excelência oferecido pela Universidade ao aprimoramento dos profissionais de Odontologia, ao mesmo tempo em que agrega possibilidades para outros segmentos da área da saúde, ampliando o leque de atuação.

“Ao estimular a colaboração entre diversos perfis, esse novo curso contribui para o desenvolvimento de um conceito ampliado do que é saúde e de uma visão mais integrada do ser humano. Ao longo dos anos, a UNITAU ofereceu uma formação sólida a dentistas de vários estados e agora essa oportunidade se estende a outras profissões. Só pensando em nossos ex-alunos de graduação, a quantos médicos, fisioterapeutas, nutricionistas e enfermeiros podemos, a partir de agora, dar continuidade em sua formação acadêmica”, avalia.

Segundo a Pró-reitora, o curso de Ciências da Saúde já começa com outro atrativo, a oferta de 10 bolsas Capes, das quais quatro de mestrado (R$ 1.500,00) e seis de doutorado (R$ 2.200,00). A concessão das bolsas deve obedecer a alguns critérios específicos e será oferecida aos candidatos aprovados no processo seletivo.

“O auxílio financeiro garante maior dedicação dos bolsistas ao desenvolvimento científico e tecnológico. Quando da conclusão do curso, a sociedade se beneficia não apenas do conhecimento gerado ao longo de anos de pesquisa, mas também ao receber recursos humanos qualificados com senso crítico mais apurado”.

Ao todo, cerca de 30 novas disciplinas devem ser incorporadas ao curso. A ideia é reforçar a interdisciplinaridade por meio de temas convergentes.

Para a formatação do curso, a PRPPG também se preocupou em reunir um time de pesquisadores da Universidade que possam estimular o desenvolvimento de atividades de relevância entre os alunos.

Na linha de Ciências Ambientais na Saúde, por exemplo, os pesquisadores deverão avaliar o uso de produtos naturais, bem como a destinação final de resíduos sólidos e líquidos no impacto ambiental e serviços de saúde, além dos diferentes eventos atmosféricos relacionados à saúde humana.  “Houve um crescimento gigantesco na área da saúde com a colaboração de profissionais de diferentes áreas. Nada se resolve isoladamente. Vejo, com este curso, a possibilidade de irradiar conhecimento e agregar profissionais em todas as áreas da saúde”, afirma o Prof. Dr. Marcos Roberto Furlan, que integra o corpo docente dos mestrados acadêmico e profissional em Ciências Ambientais.

Já os estudos em Epidemiologia e Clínica na saúde humana buscarão quantificar fatores de risco, estratégias de prevenção e de prognóstico de doenças crônicas comuns à população brasileira. “Nossa região não dispunha de um curso com essa formatação. Iremos abordar questões relacionadas ao Covid, processos infecciosos em tempos de pandemia em um ambiente multidisciplinar, com a correlação de vários fatores. Esse é um grande avanço para nossa Universidade”, comenta o Prof. Dr. Gilson Fernandes Ruivo, do Departamento de Medicina da UNITAU.

Na área de Clínica odontológica, as linhas de pesquisa seguem avaliações do comportamento biomecânico, parâmetros clínicos e laboratoriais envolvidos nas diferentes etapas dos tratamentos, bem como o estudo das propriedades dos materiais empregados, os métodos diagnósticos e as modalidades terapêuticas. “Mantivemos a mesma estrutura do curso anterior e agora englobamos uma vocação multidisciplinar. Não é mais um curso voltado a cirurgiões dentistas, mas a todos aqueles que têm interesse na área da saúde humana”, avalia o coordenador-geral do Doutorado em Odontologia da UNITAU, Prof. Dr. José Roberto Cortelli.

O período de inscrição dos candidatos para o programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde está aberto e segue até 1º de julho. A expectativa é de que as atividades comecem a partir de agosto. Mais informações sobre o programa, disciplinas e corpo docente você encontra nos links do mestrado e do doutorado.

ACOM/UNITAU