Projeto de Extensão da UNITAU conscientiza a população sobre arboviroses e acidentes com escorpiões

30/09/2020

Comunidade, UNITAU, Ligas acadêmicas, Projetos, Extensão, Destaque, Aluno

Com a chegada da primavera, com suas altas temperaturas e com maior volume de chuvas em relação ao outono e ao inverno, também damos início à temporada de insetos, baratas, mosquitos, aranhas, escorpiões, entre outros. É bem verdade que eles sempre existiram e estão entre nós, porém alguns fatores dessa estação fazem com que esses animais procurem um ambiente mais fresco e arejado para viverem nessa época. Por isso, a população deve estar atenta e consciente dos cuidados, pois alguns desses bichos podem provocar acidentes gravíssimos, até mesmo levar a óbito.

Para informar a comunidade sobre a prevenção desses acidentes domésticos com os animais citados, o projeto de extensão “Controle ambiental de dengue e acidentes escorpiônicos”, da Universidade de Taubaté (UNITAU), manteve suas atividades de conscientização pelo instagram. Os conteúdos abrangem as arboviroses (doenças causadas pelos arbovírus) como, por exemplo, dengue, Zika vírus, febre chikungunya e febre amarela, e também oferecem dicas contra escorpiões e outros animais peçonhentos, alertando, inclusive, sobre o que fazer em caso de acidente.

“O projeto foi criado em parceria com as campanhas municipais oficiais, para que possamos somar e fazer essa disseminação de bons conhecimentos, evitando o grande número de mortes por essas doenças no início de 2021”, comenta a coordenadora do projeto, Profa. Dra. Maria Stella Zöllner. “Com a chegada da primavera, temos que entender que agora, mais do que nunca, é a hora de prevenir as arboviroses”, ressalta.

O projeto já recebeu uma menção honrosa na Câmara Municipal de Taubaté por conta da importância e dos trabalhos realizados. Durante a pandemia, as atividades tiveram de ser totalmente adaptadas para o modo on-line, com rodas de conversa e postagens interativas e educativas sobre os temas.

O ensino nos une, não importa a distância.

Lucas Ferreira
ACOM/UNITAU