Aluno de Mestrado da UNITAU é premiado em Olimpíada de Inglês pelo segundo ano consecutivo

03/12/2020

Aluno, Ex-aluno, Destaque, UNITAU, Mestrado, Pós-graduação

Em busca de garantir um aprofundamento no aprendizado já adquirido durante a graduação, alunos têm se dedicado em dar continuidade aos estudos e têm encontrado, nos cursos de mestrado, novas oportunidades para o crescimento profissional. Foi assim que o professor de inglês em escolas municipais e particulares, Ewerton Batista Duarte, decidiu ingressar no curso de Mestrado em Linguística Aplicada da Universidade de Taubaté (UNITAU).

Em 2019, na 1° Edição da Olimpíada de Inglês, o aluno do curso de Mestrado da UNITAU conquistou o 1° lugar da região sudeste do Brasil e foi premiado com um certificado, com um curso de imersão em língua inglesa em Salvador e com uma bolsa de estudos na Universidade de Maryland, nos Estados Unidos.

Pelo segundo ano consecutivo, o professor ganhou destaque novamente na Olimpíada de Inglês. O evento aconteceu durante todo o mês de outubro por meio do ChatClass, o robô de inglês no whatsapp, que proporciona atividades de forma dinâmica e intuitiva. Neste ano, Ewerton conquistou o 2° lugar no Estado de São Paulo e foi classificado como o segundo melhor educador do Estado. A segunda edição da Olimpíada de Inglês foi promovida pela EduSim, em parceria com a Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, e trouxe a temática “We are the future of work” (Nós somos o futuro das profissões) para discussão. O evento mostrou aos alunos do ensino fundamental 2 e do ensino médio, tanto de escolas públicas quanto de escolas particulares, as diversas possibilidades que o idioma tem de ajudá-los a ter conquistas.

“Esse ano, eu não esperava ganhar a olimpíada, até por conta da pandemia. Tem sido um ano muito desafiador para nós da educação. Então, eu fiquei surpreso com a vitória, porque nós tivemos várias dificuldades ao longo do caminho e, em meio a tantas escolas, professores e alunos participando, termos garantido o segundo lugar no Estado de São Paulo, foi de grande felicidade”, comenta.

Para promover a motivação e um reforço da capacitação dos alunos, Ewerton criou uma olimpíada interna, que estimulou a interação dos alunos da escola pública em que leciona e dos alunos da escola particular em que também é docente. Foi assim que os estudantes da escola particular se tornaram mentores dos demais, por já terem tido experiências com o ensino bilíngue durante toda o cumprimento da grade curricular da escola.

“Foi muito empolgante essa integração entre os alunos da escola pública e os da escola particular, pois pudemos realmente desfazer qualquer preconceito de que o aluno da escola pública não é capaz de 'falar inglês'. A nossa equipe veio para mostrar que isso não é verdade e que todos os alunos têm a mesma capacidade”, pontua.

Ewerton ainda conta como o curso de Mestrado da UNITAU o auxiliou em sua carreira, devido aos conteúdos aprendidos em sala sobre metodologias para o ensino da língua inglesa, estratégias, concepções e ideias. “O curso abriu muitas portas na minha vida. É um curso muito bem estruturado, com aulas encantadoras, com professores maravilhosos, isso abriu totalmente a minha visão para um novo ensino de língua inglesa, para novas formas e novas reflexões", ressalta o professor.

Para a Profa. Dra. Adriana Cintra de Carvalho, o curso de Mestrado em Linguística Aplicada da UNITAU tem exatamente o propósito de ampliar os horizontes dos estudantes, para experimentarem novas oportunidades. "O Mestrado de Linguística Aplicada, por meio dos projetos de pesquisa coordenados por seus docentes, contribui com a formação dos professores do Ensino Fundamental, Médio e Superior, porque oferece subsídios teórico-metodológicos para os profissionais da educação conhecerem e transformarem suas próprias práticas pedagógicas".

Para a professora de língua inglesa do curso de Mestrado, Profa. Dra. Sílvia Matravolgyi Damião, a conquista do aluno reflete as características do que foi desenvolvido ao longo do curso. “Fiquei muito feliz e orgulhosa com a premiação do Ewerton na Olimpíada de Inglês, pelo segundo ano consecutivo. Ele foi um aluno que se destacou no curso e que soube levar para a sua prática de sala de aula muitos dos conhecimentos teóricos que adquiriu na pós”, destaca a docente.

O ensino nos une, não importa a distância.

Bianca Guimarães
ACOM/UNITAU