Ecodesenvolvimento e Gestão Ambiental (Turma Especial de Imperatriz-MA)

INFORMAÇÕES

Conceito Capes: 3

Carga horária: 600h

Duração: 24 meses

Período de Inscrição: 25 de maio a 25 de junho de 2024

Taxa de inscrição: R$234,00

Período de Matrículas: 01 a 05 de julho de 2024

Vagas: 20

Aula inaugural e início do curso: 20 de julho de 2024

Investimento: Matrícula R$ 1310,00 + 23 parcelas de R$ 1310,00

O Mestrado Profissional em Ecodesenvolvimento e Gestão Ambiental (MPEDGA), do Programa de Pós-graduação em Ecodesenvolvimento e Gestão Ambiental (PPGEDGA) da Universidade de Taubaté, na Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte, evoluiu do Programa de Pós-graduação em Ciências Ambientais iniciado em 1998, sendo pioneiro na formação de profissionais para enfrentar os desafios ambientais em constante evolução. Esse programa de Mestrado tem se dedicado a atender à crescente demanda por especialistas na área ambiental, proporcionando uma abordagem abrangente e relevante por meio de uma variedade de atividades teóricas, práticas e extracurriculares.

O trabalho de pesquisa desenvolvido por mestrandos e docentes aborda aspectos das políticas e tecnologias de conservação dos recursos naturais, da segurança hídrica e da saúde humana e animal, da gestão de resíduos e das atividades produtivas que trazem pressões nos ricos patrimônios histórico, cultural e ambiental, nas áreas de Mata Atlântica das Serras da Mantiqueira e do Mar, na região metropolitana do Vale do Paraíba e do Litoral Norte.

A grade curricular contempla atividades teóricas, práticas e extracurriculares, incentivando os futuros mestres a participarem de mostras, seminários e congressos, dentre outros eventos que ocorrem de forma virtual, híbrida ou presencial, promovidos pela Universidade de Taubaté e outras Instituições de Ensino Superior de projeção nacional.

Os temas de pesquisa interdisciplinares desenvolvidos pelos mestrandos e docentes, versam sobre questões atuais relacionadas às dinâmicas de desenvolvimento ambiental, social e de governança, a partir da reflexão crítica e elaboração de alternativas e diagnósticos com ênfase na resolução de problemas focados em Soluções Baseadas na Natureza (SBN), fornecendo ao mesmo tempo benefícios ambientais, sociais e econômicos em atendimento as necessidades dos entes públicos e privados e se incluem, nos indicadores dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da agenda 2030, estabelecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU).

 

Coordenação:

Prof. Dr. Marcelo dos Santos Targa - Coordenador Geral
Prof. Dr. Paulo Fortes Neto - Coordenador adjunto

Secretaria do curso em Imperatriz/MA
Polo UNITAU
Rua Bandeirantes, 900, Vila Nova, Imperatriz/MA
Contato:  (99) 99174-1253 / (99) 99123-9921 / (99) 99183-3301


Secretaria Unificada dos cursos de pós-graduação
e-mail: posatende@unitau.br
Rua Visconde do Rio Branco, 210, Centro - Taubaté/SP
Tel: (12) 3625-4226

Mais informações
Tel: (12) 99238-9969
E-mail: centralpos@unitau.br

PROCESSO SELETIVO

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 

(CLIQUE AQUI)

PESQUISA

Linhas de Pesquisa

 

Linha de Pesquisa 1. Saneamento e qualidade ambiental

Esta linha se concentra no estudo e na análise das interações dos organismos patogênicos das partículas e substâncias poluentes com o meio ambiente e dos seus efeitos de exposição sobre a saúde humana e animal. Visa avaliar a qualidade dos ambientes naturais e alterados pela emissão das substâncias contaminantes e a resolução de problemas práticos de saúde e meio ambiente em atendimento as necessidades dos entes públicos e privados com relação ao saneamento.

 

Esta linha de pesquisa abriga o seguinte projeto de pesquisa:

 

Projeto 1.1. Contaminantes emergentes no meio ambiente

Este projeto visa o desenvolvimento de estudos na Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte com vistas a caracterização qualitativa e quantitativa da poluição no solo, na água e no ar e seus efeitos na saúde humana e animal, bem como a análise de aspectos legais e políticos da gestão do saneamento de resíduos sólidos e líquidos agrícolas, urbanos e industriais.

 

Quadro síntese dos objetos de estudo

Fontes de poluição (origens, estrutura, da composição química, física e biológica, da mobilidade no ambiente

Efeitos da exposição a poluentes na saúde humana e animal

Mudanças climáticas e a saúde humana e animal

Coleta, tratamento e análise de dados públicos sobre saúde e poluentes

Interações do microplásticos com as propriedades químicas, físicas e biológica do solo.

Fluxo preferencial do microplástico e poluentes no perfil do solo e das águas

Aspectos socioambientais e de saúde em sistemas produtivos

Sustentabilidade na educação

Unidades de conservação e parques na manutenção da qualidade de vida

Remediação de áreas contaminadas

Aplicações ao ambiente do litoral norte

 

 

Linha de Pesquisa 2. Tecnologias aplicadas em soluções baseadas na natureza

Esta linha é dedicada ao desenvolvimento de tecnologias aplicadas em Soluções Baseadas na Natureza (SBN) fornecendo ao mesmo tempo benefícios ambientais, sociais e econômicos. Trata da governança de ecossistemas naturais e modificados em parceria com os atores públicos, privados e sociedade civil de maneira a conciliar a inovação tecnológica com ações para proteger, gerir de forma sustentável e restaurar os ecossistemas de forma eficiente e adaptativa para garantir os serviços ecossistêmicos e proporcionar o bem-estar humano e animal.

 

Esta linha de pesquisa abriga o seguinte projeto de pesquisa:

 

Projeto 2.1 – Sustentabilidade silvestre, rural, urbana e industrial

A sustentabilidade de uma região deve envolver o impacto do desenvolvimento em áreas naturais, rurais, urbanas e industriais, seja isoladamente ou em suas interações. Dessa forma este projeto envolve investigações da região do Vale do Paraíba e litoral norte paulista, incluindo a Serra do Mar e Serra da Mantiqueira para avaliar os impactos ambientais de origem natural e antropogênica, buscando uma compreensão integrada da paisagem e de seus aspectos ecológicos na sua forma natural e após a intervenção humana. possibilitem a recomendação de ações de recuperação e de gerenciamento ambiental de áreas, a geração de subsídios para a implantação de soluções com base na natureza, inclusive com desenvolvimento e aplicações de tecnologias para o bem-estar humano e animal.

 

Quadro síntese dos objetos de estudo

Tecnologia e inovação para destinação de rejeitos e mitigação de seus efeitos

Agricultura urbana

Bacias hidrográficas: Interações meio ambiente e sociedade

Segurança alimentar e a resiliência das comunidades

Avaliação de ecotoxicidade por meio de marcadores bioquímicos

Obtenção de patentes em técnicas ou produtos ambientalmente corretos

Inovação e negócios de produtos e serviços ambientais

Sistema de integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF)

Bioinsumos

Agrobiodiversidade em comunidades tradicionais

Biomarcadores de impacto ambiental em peixes

Dinâmica populacional em florestas nas serras do Mar e Mantiqueira

Quintais: história e preservação da biodiversidade

Polímeros e seus efeitos na estrutura física e química, e no armazenamento de água no solo

Viabilidade econômica do uso de remineralizadores do solo

Mudanças climáticas globais e regionais

Atividades antrópicas em bacias hidrográficas, prioridades

Análise espacial e suscetibilidade às inundações

Carbono total em florestas naturais e plantadas

 

Projeto 2.2. – Gestão ambiental do Litoral Norte paulista

A zona costeira brasileira tem sua importância evidenciada pelo mosaico de ecossistemas que abriga enorme biodiversidade, pelos interesses econômicos conflitantes associados a uma desordenada expansão urbana, pelos eventos geológicos que atuam constantemente nessas regiões, ou ainda pela influência causada por uma ação antrópica no território. Nesse sentido esse projeto visa desenvolver estudos sobre a gestão ambiental costeira para a valorização e conservação dos recursos do litoral, bem como a melhoria da qualidade de vida da população, de forma a garantir que as gerações futuras também possam usufruir destes recursos. Essa gestão será tratada dentro de quatro níveis: gestão de processos, de resultados, de sustentabilidade e de plano ambiental.

 

Quadro síntese dos objetos de estudo

Certificação ambiental

Conservação e preservação do patrimônio ambiental e cultural

Recuperação de áreas degradadas

Extração de recursos naturais

Elaboração de políticas públicas

Geoprocessamento do ambiente

 

 

Linha de Pesquisa 3. Educação para o desenvolvimento sustentável

Esta linha se concentra em desenvolver estudos que possibilitem a capacitação do educador a relacionar os problemas locais com os globais. Tendo como base os 17 ODSs que propõem uma pauta com vistas a discutir e implementar mudanças comportamentais com relação as questões ambientais, sociais e de governança na sociedade.

 

Projeto 3.1. – Práticas educacionais sustentáveis

As práticas educacionais sustentável (EDS) deve incentivar o desenvolvimento do pensamento e ação proativos com vistas a alcançarmos um futuro sustentável. Dessa forma esse projeto visa promover a capacitação de docentes em todos os níveis, de forma a que passam aplicar os conhecimentos em suas escolas e que seus alunos possam levar essa experiencia para a casa.

Quadro síntese dos objetos de estudo

Ciclagem de resíduos

Ciclos biogeoquímicos

Fluxos de energia

Objetivos para o desenvolvimento sustentável

Conservação da biodiversidade

Comportamentos proativos

Projetos educacionais para a sustentabilidade

 

Dissertação
As normas para a elaboração da dissertação e dos trabalhos acadêmicos estão disponíveis aqui

Intercâmbios e atividades extracurriculares
Os alunos do mestrado profissional em Ciências Ambientais podem participar de seminários, além de realizar um curso de verão oferecido em convênio com o Instituto Politécnico de Bari, na Itália. A seletiva acontece no mês de maio e os alunos devem estar munidos da documentação a seguir:

  • Cópia do passaporte com validade mínima de 08 meses;
  • Cópia do histórico escolar e do currículo Lattes;
  • Declaração de futura aquisição de passagem aérea de ida e volta para o período do curso;
  • Declaração de futura aquisição do seguro-viagem e de permanência na Itália;
  • Carta de interesse para participação no curso (português/inglês).

DISCIPLINAS

Disciplinas obrigatórias

  • Desenvolvimento Sustentável
    Carga horária: 60 horas (4 créditos)
    A disciplina apresenta aos alunos os conceitos de sustentabilidade, as dimensões variadas dos ciclos naturais e das atividades humanas, além de mostrar as convenções internacionais e as teorias para colocar em prática o desenvolvimento sustentável.
  •  Estudos e Análises de Processos Ambientais
    Carga Horária: 60 h Créditos: 4
    As aulas abordam conceitos em ecologia relacionados à estrutura e ao funcionamento dos sistemas aquáticos, terrestres e urbanos e a ação antrópica sobre os mesmos.
  •  Metodologia da Pesquisa Científica em Ciências Ambientais
    Carga horária: 60 horas (4 créditos)
    Introdução à investigação científica com orientações para a produção da dissertação. Os temas das aulas são: organização e planejamento experimental, escrevendo uma dissertação, etapas importantes da revisão bibliográfica, a publicação científica, a ética na pesquisa científica e escrevendo um artigo científico.
  •  Seminários de Pesquisas
    Carga horária: 60 horas (4 créditos)
    Os alunos apresentam e assistem a diversos seminários. Cada estudante deverá elaborar, pelo menos, dois trabalhos sobre o estágio atual do plano de dissertação, com enfoque interdisciplinar. As apresentações são avaliadas pelo coordenador da disciplina e por mais dois docentes vinculados à linha de pesquisa específica do estudo.

 

Disciplinas optativas

  • Avaliação da Qualidade e o Reuso da Água
    Carga horária: 45h    Créditos: 3
    A disciplina fornece conhecimentos sobre as técnicas de avaliação da qualidade da água, as implicações das atividades humanas sobre os recursos hídricos e os fundamentos dos processos aplicáveis à reutilização de água.
  • Contaminação e Remediação do Solo
    Carga horária: 45h    Créditos: 3
    A disciplina apresenta conceitos de poluição, de contaminação e de remediação do solo.  Entre os assuntos abordados estão os limites críticos de poluentes, a aplicação de resíduos não perigosos e os sistemas de monitoramento.
  • Direito Ambiental: Mecanismo de Equilíbrio na Relação Homem Ambiente
    Carga horária: 45h    Créditos: 3
    A disciplina enfatiza os aspectos jurídicos relacionados ao meio ambiente, a partir de conceitos e de normas do direito positivo vigente, especialmente o direito pátrio.
  • Hidrologia Ambiental
    Carga horária: 45h    Créditos: 3
    Durante as aulas, há uma análise integrada dos elementos do ciclo hidrológico e dos fatores que interferem nos escoamentos superficiais e subterrâneos em bacias hidrográficas. Também são estudados os procedimentos e as metodologias usadas para a quantificação dos fluxos de água e dos impactos ambientais.
  • Impactos dos Agentes Patogênicos de Veiculação Hídrica e Alimentar
    Carga horária: 45h    Créditos: 3
    Durante as aulas, são abordados os aspectos socioambientais, epidemiológicos e biológicos que condicionam a ocorrência das principais doenças infecciosas e parasitárias de interesse em saúde pública. Os pesquisadores estudam os alimentos como veiculadores de agentes patogênicos e a adaptação dos vetores e dos hospedeiros intermediários. 
  • Manejo e Restauração do Solo e da Vegetação
    Carga horária: 45h    Créditos: 3
    Oferece conhecimento sobre os processos de sucessão e de regeneração da vegetação em áreas naturais e alteradas por distúrbios da natureza ou antrópicos. Os alunos debatem os modelos de manejo sustentado em diversos ecossistemas e adquirem argumentos para propor ações de recuperação das áreas prejudicadas.
  • Planejamento Ambiental
    Carga horária: 45h    Créditos: 3
    Estudo crítico de questões presentes no desenvolvimento de estruturas ambientais urbanas e regionais. A gestão do planejamento é abordada em situações de complexidade diante de alguns fatores múltiplos de desenvolvimento, como o turismo, a industrialização e a agricultura.
  • Preservação de Bens Culturais e Ambientais
    Carga horária: 45h    Créditos: 3
    Apresenta conceitos sobre o reequilíbrio do meio ambiente junto às questões socioeconômicas, históricas e culturais dos bens imóveis e naturais. A disciplina analisa as políticas e as atividades administrativas voltadas à preservação dos bens culturais e ambientais, com ênfase na programação e na gestão do planejamento sustentável.
  • Princípios para Conservação da Biodiversidade
    Carga horária: 45h    Créditos: 3
    Apresenta uma base histórica sobre a origem da vida e dos processos que levaram à diversidade biológica atual. Por meio de aulas práticas e teóricas, os alunos entram em contato com os métodos de conservação "ex situ" e "in situ", os quais enfatizam o planejamento de Unidades de Conservação os conceitos e as técnicas usadas para a gestão dessas áreas.
  • Processos Atmosféricos e Variabilidade Climática
    Carga horária: 45h    Créditos: 3
    Por meio da análise de fatores e elementos climáticos, da classificação e da distribuição dos climas na superfície terrestre, a disciplina enfoca o sistema clima. O curso apresenta uma visão global sobre tempo e clima, que pode auxiliar na resolução de problemas ambientais.
  • Resíduo Urbano, Industrial e a Saúde Humana
    Carga horária: 45h    Créditos: 3
    Debate a problemática dos resíduos sólidos urbanos e industriais e apresenta novos conhecimentos sobre a organização e as tendências da gestão no segmento.
  • Sensoriamento Remoto e Geoprocessamento
    Carga horária: 45h    Créditos: 3
    Capacita os estudantes sobre a utilização do sensoriamento remoto, do geoprocessamento e do mapeamento. As ferramentas podem apoiar os projetos de desenvolvimento sustentável, o planejamento integrado de bacias hidrográficas e o monitoramento do meio ambiente.

Link para Normas para elaboração e apresentação de trabalhos acadêmicos (VANCOUVER): Clique aqui

 

INFRAESTRUTURA

Na Universidade de Taubaté, a infraestrutura disponível para o curso inclui vários laboratórios, tais como os de Informática, de Análises Físicas e Químicas do Solo, de Tecnologia de Sementes, de Microbiologia do Solo e de Fitopatologia, de Zoologia, de Parasitologia, de Fotogrametria Arquitetônica, de Microscopia, de Processos Biológicos Aplicados ao Meio Ambiente (LPBAMA), de Análise de Águas e Efluentes, de Sensoriamento Remoto, de Geoprocessamento e Informática Rural (LAGEO), além de um Posto Meteorológico e de uma Fazenda Piloto com área experimental de aproximadamente 65 hectares.

Auditório: O auditório Geraldo Guimarães dispõe de aproximadamente 150 lugares em plano inclinado com sistema de som e projeção, bem como sistema de acesso à internet por cabo e sem fio, que são utilizados pelo programa para a realização de eventos.

Transporte: Para as disciplinas que realizam excursões, trabalhos de campo e visitas técnicas, a UNITAU disponibiliza para o programa conduções como ônibus urbano e rodoviários, micro-ônibus e vans.

Corpo Docente

ADRIANA MASCARETTE LABINAS
Titulação: Doutor
Currículo Lattes

CECILIA NAHOMI KAWAGOE SUDA
Titulação: Pós-Doutor
Currículo Lattes

GILBERTO FERNANDO FISCH
Titulação: Doutor
Área de Atuação: Clima e saúde, one health Poluição atmosférica
Currículo Lattes

JULIO CESAR RAPOSO DE ALMEIDA
Titulação: Doutor
Currículo Lattes

LUIZ FERNANDO COSTA NASCIMENTO
Titulação: Doutor
Currículo Lattes

MARCELO DOS SANTOS TARGA
Titulação: Doutor
Currículo Lattes

MARCOS ROBERTO FURLAN
Titulação: Doutor
Área de Atuação: Ensaios pré-clínicos com extratos naturais. Metais pesados em plantas da agricultura urbana e periurbana.
Currículo Lattes

NARA LÚCIA PERONDI FORTES
Titulação: Doutor
Currículo Lattes

PAULO FORTES NETO
Titulação: Doutor
Currículo Lattes

Bancas

Confira no calendário as Bancas agendadas.

Junho 2024
DOM
SEG
TER
QUA
QUI
SEX
SÁB
 
 
 
 
 
 
1
2
3
4
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
28
29
30