Plantio de mudas de árvores marca lançamento do Cicted na Semana do Meio Ambiente. Foto: Leonardo Oliveira - ACOM/UNITAU

UNITAU tem programação especial na Semana do Meio Ambiente

Link curto: https://unitau.me/4e0O0bW

28/05/2024 18h23 ⋅ Atualizada em 02/06/2024 23h08

Mestrado, Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, CICTED, Ecodesenvolvimento, Ciências Ambientais, Meio Ambiente

 

A Universidade de Taubaté (UNITAU) promove uma semana de atividades em celebração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado em 5 de junho. A partir de segunda-feira, dia 3, a instituição realiza uma série de discussões, lives e palestras sobre desenvolvimento sustentável, mudanças climáticas, ecodesenvolvimento, preservação dos recursos naturais, entre outros temas. As atividades presenciais acontecem em Taubaté e também no campus Caraguatatuba. 

A abertura oficial do evento está marcada para o dia 3, às 19h, no Auditório UNITAU. Em aderência aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS 6,11,13 e 15), os convidados debatem sobre “Cidades e as Mudanças Climáticas”.

O coordenador dos Mestrados em Ciências Ambientais e em Ecodesenvolvimento, Prof. Dr. Marcelo Targa, e um dos responsáveis pela programação do evento, relata a importância de a Universidade realizar essa programação. 

“A UNITAU, como unidade que desenvolve atividades de ensino, pesquisa e extensão, pode contribuir com o despertar das pessoas para os problemas ambientais mais próximos, isto é, aqueles que afetam a vida de cada um no dia a dia”, afirma Targa. 

Como parte da programação da Semana do Meio Ambiente, também será lançado um podcast no dia 3, às 10h30, com transmissão ao vivo pelo Youtube da TV UNITAU. O programa, realizado pelos Mestrados em Ciências Ambientais e em Ecodesenvolvimento, apresenta no episódio de estreia uma bate-papo sobre “Ciências Ambientais e Ecodesenvolvimento”. O projeto deve promover discussões sobre poluição atmosférica, restauração florestal e outros temas com o objetivo de difundir informação e disseminar conhecimento para as pessoas. 

Já no campus Caraguá, no dia 8, das 8h às 16h, serão realizadas diversas palestras com os temas “Ações Ambientais para a Sustentabilidade de Caraguatatuba-SP”, “Desenvolvimento regional e a intensificação das catástrofes socionaturais”, “Uso e Ocupação do Solo e a sustentabilidade ambiental” e “Mudanças climáticas, impactos urbanos e ocupação territorial: desafios e oportunidades para o avanço do saneamento básico no Litoral Norte de São Paulo”.

A programação completa e o link de inscrição estão disponíveis no endereço: unitau.me/semanadomeioambiente-programacao 

Produção de ciência para a sustentabilidade

Como parte da programação da Semana do Meio Ambiente, o Congresso Internacional de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento (Cicted), da UNITAU, faz o lançamento oficial do evento, que acontece em outubro. Além da abertura de inscrições, a comissão organizadora também fará o plantio de uma muda de árvore, como parte do protocolo oficial de emissão e compensação de CO2, realizado pelo Centro UNITAU Sustentável (CEUS), com base nos impactos gerados pelo evento em 2023. A ação será realizada no Colégio UNITAU, Escola de Aplicação Dr. Alfredo José Balbi, dia 5, às 9h.

Neste ano, o tema do Cicted é "Biomas do Brasil: diversidade, saberes e tecnologias sociais”, que dialoga com a Semana do Meio Ambiente. A presidente da comissão organizadora do Congresso, Profa. Dra. Juliana Bussolotti, comenta a importância do tema. 

“Discutir os biomas do Brasil [...] reflete essa urgência de reconhecer, valorizar e proteger todas as nossas riquezas, biodiversidade e conhecimentos tradicionais, entendendo nosso papel transformador por meio de tecnologias sociais para toda a sociedade brasileira”. 

Dia Mundial do Meio Ambiente

Em 1972, o Dia Mundial do Meio Ambiente foi instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU). A data visa à conscientização das pessoas sobre questões ambientais, incluindo a conservação da biodiversidade, devido aos diversos impactos negativos gerados pela sociedade, especialmente ao longo das últimas décadas. 

Isabella Maciel
ACOM/UNITAU