(Foto: Arquivo/SustentArt)

Universitários de Arquitetura participam de projeto social voltado à reforma de moradias

Link curto: https://unitau.me/3R42oFv

30/11/2023 17h11 ⋅ Atualizada em 01/12/2023 08h34

ODS ONU, Vestibular de Verão UNITAU 2024, UNITAU, Arquitetura

 

Os universitários do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Taubaté (UNITAU) participaram de uma ação solidária promovida pelo projeto social SustentArt que visa trabalhar com conceitos socioculturais e resignificação nas residências das famílias participantes. A proposta faz parte do Laboratório de Pesquisa em Arte Contemporânea; Tecnologia e Mídias Digitais (LABART) que desenvolve desde 2018, uma transformação dos objetos que poderiam ser descartados, com apropriação e identidade, valorizando a mudança da arquitetura perante a sociedade.

A princípio, durante a Semana Pedagógica do curso (SEMAU), os estudantes participaram de uma oficina promovida pelo projeto onde houve também, uma apresentação das intervenções feitas em moradias populares. Logo após, foram feitas em Jacareí, com em média 10 acadêmicos voluntários de Arquitetura e Urbanismo da UNITAU, modificações nas residências selecionadas conforme suas necessidades, demandas e gostos pessoais. As transformações são realizadas por meio de doações e auxílio da população.

A universitária do 8° semestre do curso de Arquitetura e Urbanismo da Instituição, Maria Eduarda Delgado Silva, participou da ação e conta qual a importância do olhar social voltado a essa questão. “Precisamos ver com mais frequência o lado social da Arquitetura. Aprender na prática e vivenciar o sonho sendo realizado na vida das pessoas é algo que só conseguimos participando de projetos como este, vendo a mudança e a felicidade que causamos na vida das pessoas”.

Os estudantes estavam sob a orientação da Profa. Esp. Ana Cristina Campos Carvalho do Departamento de Arquitetura da UNITAU e participante do projeto SustentArt. A professora comenta que integrar-se ao plano comunitário traz experiências e aprendizados com situações reais, possibilitando auxilio no desenvolvimento e planejamento das famílias. Além disso, proporciona entendimento a suas necessidades até o momento da execução com participação de voluntários e universitários.

“Os alunos passam a ter acesso a um lado social que muitas vezes passa despercebido e invisível aos olhos de todos, possibilitando o trabalho deste lado social e humano, formando profissionais cada vez mais empáticos que vão lidar também com esses processos”, ressalta a docente.

O objetivo principal dessa ação é ressignificar, com um olhar social e empático, e por meio dos conhecimentos envolvidos intervir na comunidade. Dessa forma, fazendo uma leitura social, ambiental e perceptiva da área trabalhada, propõe melhorias na qualidade do espaço e na vida das pessoas. Abrange também, um olhar voltado à população que vive em vulnerabilidade social, proporcionando conforto, aconchego e as condições básicas para que consigam ter uma visão de lar.

Tendo como foco sustentabilidade, arte e responsabilidade social, o programa pauta também, nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) sendo eles: Saúde e Bem-Estar; Redução de Desigualdades; Cidades e Comunidades sustentáveis; e Consumo e produção responsável, além da influência e consentimento sobre todos os outros Objetivos.

“Fica marcada essa reflexão que é necessária, a importância da preocupação com o outro. É também, escolher fazer coisas que vão impactar positivamente a vida das pessoas”, finaliza a professora. 

Vestibular de Verão 2024

As inscrições para o vestibular online para o curso de Arquitetura, assim como para os demais cursos oferecidos pela Universidade de Taubaté estão abertas. Para obter mais informações sobre o processo seletivo, acesse este link.

Isabella Bilard
ACOM/UNITAU