UNITAU cede espaço para montagem de tendas de apoio à testagem de Covid-19

17/01/2022

Comunidade, Coronavírus, Ajuda, UNITAU, Reitoria

Para ajudar a prefeitura a reforçar o monitoramento de novos casos de coronavírus, a Universidade de Taubaté (UNITAU) liberou o acesso e autorizou a instalação temporária de tendas em parte do gramado do campus do Bom Conselho.

A montagem das estruturas começou no domingo, dia 16 de janeiro. De acordo com a prefeitura, uma tenda com 100m² e duas barracas com cerca de 21 m² cada serão utilizadas, a partir dessa semana, para dar suporte à triagem e detecção de novos casos da doença entre os pacientes que procuram  a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Central. Com isto, a prefeitura espera oferecer maior conforto e agilidade no atendimento da população.

“Recebemos o pedido na sexta-feira passada e ele foi prontamente atendido. Demos todo o apoio para a montagem das tendas e as instalações elétricas. A Universidade de Taubaté se coloca à disposição da prefeitura e da população nesse momento de necessidade”, afirma o Pró-Reitor de Administração da UNITAU, Prof. Dr. Renato Rocha.

O espaço deve funcionar 24 horas por dia e o acesso dos pacientes será pelo portão localizado em frente à UPA Central, com todos os cuidados em relação aos protocolos de biossegurança.

Em ofício encaminhado à Reitoria da UNITAU, a administração municipal informou que a ação é temporária e está prevista para ocorrer pontualmente durante esse período de aumento expressivo do número de casos. A estrutura deve ser desmontada até o dia 12 de fevereiro, antes do início do período letivo.

De acordo com os boletins epidemiológicos divulgados diariamente pela prefeitura, entre os dias 1 e 16 de janeiro foram confirmados 2.517 novos casos de coronavírus em Taubaté. Durante esse período houve a coleta de 3.313 exames, o que representa uma taxa de positividade de 75,9%.

Para se ter uma ideia da progressão de casos, na primeira quinzena de dezembro do ano passado o registro tinha sido de 343 confirmações e 697 exames coletados, com taxa de positividade de 49,2%.

“Essa é uma situação excepcional, um momento difícil que demanda da UNITAU o cumprimento de seu papel de apoio à comunidade na qual ela está inserida. É o exercício da cidadania por meio da extensão, um dos pilares que compõem a Universidade ao lado do ensino e da pesquisa”, complementa a Profa. Dra. Maria Stella Amorim da Costa Zollner, diretora do Departamento de Medicina da UNITAU e integrante do Comitê Covid-19 da Universidade.

 

ACOM/UNITAU