Biólogo explica incidentes com tubarões e dá dicas de prevenção

02/12/2021

Acontece, Destaque, Biologia, Biologia marinha, UNITAU

Diante dos recentes acidentes com tubarões e com animais marinhos, a Liga de Infectologia do curso de Medicina da Universidade de Taubaté (UNITAU), em parceria com o projeto de extensão “Controle Ambiental de dengue e acidentes escorpiônicos”, promoveram uma aula aberta com o objetivo de alertar e orientar a população para cuidados e para a prevenção de acidentes. A conversa foi transmitida ao vivo no canal do projeto de extensão e segue disponível para visualização.

Durante a aula, o biólogo e Professor da UNITAU, Dr. Valter José Cobo, trouxe dicas de como minimizar as dores e os ferimentos causados por animais marinhos. Em acidentes com águas-vivas, por exemplo, o professor explica que “algumas medidas são recomendadas para diminuir a intensidade da dor. Como são substâncias alcalinas, o vinagre é uma ótima medida para minimizar o problema, isso vai diminuir a sensação de ardência. Jogar água doce pode promover um choque osmótico, então o melhor a se fazer é lavar com a água do mar”.

O especialista em biologia marinha recomenda a não recorrer a soluções caseiras, pois a maioria delas não surte o efeito de alívio. Além disso, ele alerta que, dependendo do agravamento do acidente, o melhor a fazer é buscar um hospital o mais rápido possível.

Valter Cobo comenta que incidentes com tubarões, como o recente episódio em Ubatuba com o turista francês, são casos isolados, mas que algumas precauções podem ser tomadas para evitar esse tipo de situação. É preciso alguns cuidados, caso se perceba a presença do animal, como sair da água sem movimentos bruscos ou gritos, pois a movimentação pode chamar a atenção do tubarão.

Confira a aula completa aqui.

Foto: Leonardo Oliveira

Linda Uberti
ACOM/UNITAU