A necessidade da imunização para uma vida melhor

15/10/2021

Medicina, Vacinação, Destaque, Saúde, UNITAU

O dia nacional da vacinação é comemorado em 17 de outubro e tem o objetivo de destacar a importância da imunização para a saúde pessoal e coletiva, já que as campanhas colaboram com a prevenção de doenças e, na atual conjuntura, auxiliam na contenção de uma pandemia.

“A vacina age como um estímulo para que o sistema imunológico produza anticorpos e adquira resposta imunológica de memória, fazendo com que, assim, o indivíduo entre em contato com o vírus ou a bactéria, produza anticorpos e combata a doença”, explica a Profa. Ma. Ana Carolina Da Mata Ain, docente da Universidade de Taubaté (UNITAU).

De acordo com a especialista, uma das maiores dificuldades para a vacinação em massa são as notícias falsas: “Há pessoas que não têm discernimento. Elas acreditam fielmente no que ouvem, não buscam informações em sites oficiais e fazem compartilhamentos erroneamente”.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) alerta sobre os materiais que têm conteúdo apelativo para fazer com que o receptor acredite naquilo que está sendo dito ou mostrado. Dados são manipulados e realidades distorcidas a fim de criar um ambiente de desinformação e, portanto, prejudicial a todos.

Um assunto que está em pauta com pessoas a favor e contra é o ‘passaporte de vacinação’ e, de acordo com a Profa. Dra. Stella Zöllner, coordenadora do Departamento de Medicina da UNITAU, não há necessidade de estranhar o fato.

 “A pessoa comprova sua situação vacinal, assim como deve ser feito com a vacina da febre amarela para viagens internacionais, por exemplo. O documento aponta as datas e o tipo da vacina que a pessoa tomou”.

Embora a vacinação contra o coronavírus esteja em maior destaque e precise ser levada a sério, não podemos nos esquecer das outras vacinas, como a da gripe.

 “Quando você chega a um hospital e é questionado sobre a vacinação contra as doenças respiratórias, temos uma tendência a pensar que o quadro do paciente será mais leve. A taxa de transmissão do vírus é menor”, afirma a Profa. Ana Carolina.

Atente-se ao calendário de vacinação contra a Covid-19, a gripe e as outras doenças e tenha a chance de proteger a si mesmo e a sociedade. Vacine-se!

Giovana Vasconcelos
ACOM/UNITAU