Comissão do CNPQ avalia jovens pesquisadores da UNITAU

06/10/2021

Banco de talentos, Iniciação Científica, Pesquisa, Aluno, PIBIC

Estudantes da Universidade de Taubaté (UNITAU) vinculados ao Programa institucional de bolsas de iniciação científica, com bolsa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Pibic/CNPq) 2021/2022 participam na próxima quinta-feira, dia 7 de outubro, de um processo de avaliação por uma comissão externa.

O processo de avaliação, que deve envolver cerca de 20 bolsistas, tem como objetivo validar o desempenho da Universidade junto à agência de fomento. A comissão de avaliadores externos do CNPq é formada pela Profa. Dra. Amarilis Lucia Casteli Figueiredo Gallardo (USP), pela Prof. Dra. Marilia Leão Goethems (UFPel) e pela Profa. Dra. Sandra Maria Fonseca da Costa (Univap). As bancas de avaliação têm início às 8h com a área de Biociências e participação da representante da UFPel. A partir das 9h acontece a avaliação da área de Humanas com a representante da Univap. A área de Exatas tem avaliações previstas às 14h com a representante da USP.

“Será tudo ao vivo, com a presença de todos os bolsistas, de todos os orientadores, integrantes das comissões de avaliação interna e externa. Eles terão 15 minutos para apresentar os dados da pesquisa e os avaliadores terão um tempo para a arguição. Serão avaliados o domínio do conteúdo, segurança do apresentador, qualidade da pesquisa e sua contribuição social”, afirma a Profa. Dra. Viviane Fushimi Velloso, uma das responsáveis pelo programa de iniciação científica da Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação (PRPPG) da UNITAU.

Segundo a professora, os avaliadores externos devem trazer um olhar de contribuição, com observações e sugestões sobre o desenvolvimento da pesquisa. Os orientadores também podem ajudar e contribuir com observações. “Como resultado da avaliação final, o bolsista e a pesquisa podem ser indicados para disputar o Prêmio destaque na iniciação científica e tecnológica (PDICT) do CNPQ. Tivemos no ano passado três alunos que foram indicados”.

A transmissão das bancas será por meio da plataforma Teams e é aberta a quem quiser assistir, desde que o interessado disponha de um e-mail institucional da Universidade. Para a Profa. Viviane, essa é uma oportunidade para os

estudantes que buscam a iniciação científica. “As atividades dos projetos Pibic são diferenciadas. São pesquisas sistemáticas que passam por diversos protocolos de validação, com autorizações e passagens por comitês de ética, por exemplo”. A UNITAU mantém um cadastro geral, uma espécie de “Banco de Talentos” com a relação de universitários interessados em ingressar na trilha da pesquisa na vida acadêmica. A lista de interessados já conta com 95 nomes e os professores orientadores recebem regularmente atualizações para a indicação de novos bolsistas em seus projetos.

 

ACOM/UNITAU