Alunos de Medicina oferecem atendimento online na 33 ª Semana de prevenção à hipertensão e ao diabetes

28/04/2021

Diabetes, Hipertensão, Medicina, Acontece, Destaque, UNITAU

De acordo com dados do Ministério da Saúde, cerca de 30% dos brasileiros com mais de 60 anos são hipertensos e diabéticos. Doenças silenciosas, mas que são as maiores responsáveis por acidentes vasculares cerebrais (AVC) e por infartos. Apesar das diferenças entre elas, existem algumas condições em comum, como as causas, as complicações, os fatores de risco e o próprio tratamento.

Pensando nesse cenário, o Departamento científico Benedicto Montenegro, do curso de Medicina da Universidade de Taubaté, desenvolve anualmente a Semana de prevenção à hipertensão e ao diabetes (SHD). O evento, que ocorre tradicionalmente na praça Dom Epaminondas, em Taubaté, teve de ser adaptado para a nova realidade imposta pela pandemia e, desde 2020, tem acontecido de forma virtual.

“Esperar para tratar a hipertensão e o diabetes é uma coisa muito preocupante, porque, lá na frente, a pessoa não conseguirá mais dar conta de todas as complicações que essas doenças causaram. No caso do diabetes, se você não cuida, você pode perder a visão e alguns órgãos. Não por descuido, mas, às vezes, por falta de conhecimento. Nós queremos chamar a atenção para isso”, comenta a presidente da SHD, Mariana Padoan.

Na 33ª edição, os integrantes da gestão do evento decidiram trazer as informações sobre as doenças por meio de videochamadas. Entre os dias 10 e 21 de maio, cerca de 170 estudantes, entre calouros e veteranos, irão oferecer 120 atendimentos para adultos entre 50 e 70 anos, faixa etária com maior grau de incidência. A anamnese (questionário feito por um profissional para investigar possíveis causas de uma doença) e as orientações serão realizadas pelo aplicativo whatsapp. As inscrições se iniciam no dia 3 de maio e estarão disponíveis aqui.

“Poder ajudar as pessoas, mesmo de longe, tem sido a luz no fim do túnel nessa pandemia”, ressalta a aluna.

Além dos 120 atendimentos, os futuros médicos também disponibilizam, pelo instagram @shd.taubate, diversos conteúdos relevantes sobre a hipertensão e o diabetes, a fim de conscientizar a população sobre os riscos e ações que podem evitar possíveis complicações.

“Com essas atividades, tentamos manter, dentro da situação em que vivemos, as três bases da SHD: a conscientização da população, o aprendizado dos alunos e a integração, mesmo de forma remota por conta do momento atual”, finaliza Mariana.  

Foto: Leonardo Oliveira

ACOM/UNITAU