Equipe da UNITAU participa de teste em urna eletrônica

11/12/2019

Engenharia da Computação, Integração, Eventos

Uma equipe de alunos e professores da Universidade de Taubaté (UNITAU) foram convidados a participar pela terceira vez do Teste Público de Segurança (TPS) do Sistema Eletrônico de Votação que ocorreu do dia 25 ao dia 29 de novembro, em Brasília. Além da equipe da UNITAU, participaram apenas outros sete grupos de diferentes partes do país.

Os alunos Fernando Nogueira da Silva Costa e Gabriel Ferrari Carvalho do 10º semestre de Engenharia da Computação, o aluno do mestrado Fábio Daher participaram junto com o Prof. Dr. Luis Fernando Almeida e o Prof. Esp. Josinei Rodrigues Lopes da Silva.

Como funciona?

O teste de urna eletrônica foi criado para aprimorar o processo de votação. É um evento frequente do calendário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) realizado no ano anterior às eleições, que conta com a ajuda de profissionais que buscam problemas e vulnerabilidades na máquina.

Para receber investigadores, o TSE abriu a chamada para submissão de planos de testes que seriam analisados pela submissão técnica. “Nosso plano foi aprovado e consequentemente ficamos habilitados para participar do evento”, conta o Prof. Dr. Luis Fernando de Almeida, responsável por acompanhar os alunos nessa atividade e diretor do Departamento.

Qual foi o plano?

Para garantir a confidência dos votos, a urna eletrônica utiliza o recurso de rotinas pseudoaleatórias para o voto ser armazenado em certas posições dentro do arquivo. A literatura apresenta casos de sucesso dessas rotinas em problemas de regressão. Diante desse contexto, o teste em questão pretende analisar a possibilidade de rotinas inteligentes serem capazes de criar um modelo capaz de mapear a geração dos números aleatórios e, consequentemente, comprometer o sigilo do voto.

Experiência única

“Sempre gostei de tecnologia. Meu pai é eletrônico então minha infância foi nesse meio. Gosto muito do que faço e programação é mais que um emprego ou uma atividade universitária”, conta o aluno Fernando Nogueira da Silva Costa, que participou pela primeira vez dessa atividade em Brasília.

Gabriel Ferrari também participou pela primeira vez e diz foi uma grande experiência. “Foi uma experiência muito importante para mim, já que nunca tinha feito nada parecido antes”.

Pela terceira vez, o Prof. Luis Fernando participa levando seus alunos e para ele acompanha-los é uma imensa gratidão. “Mais uma vez, foi uma experiência muito interessante e gratificante. Em cada edição levamos um novo grupo de alunos, possibilitando agregar ao seu conhecimento a sua experiência única”, expressa. “É muito gratificante poder exercer o que eu amo e representar a Universidade”, finaliza o aluno Fernando.

Raíssa Santos
ACOM/ UNITAU

Foto: Arquivo pessoal dos Alunos