Outubro Rosa: Vamos nos cuidar?

29/10/2019

Destaque, Extensão, Entrevista, Ser melhor

Há seis anos, a Alessandra Borges, da Pró-Reitoria de Extensão (PREX), foi diagnosticada com câncer de mama. O choque inicial foi inevitável, mas, depois de passar pelo tratamento, Alessandra venceu a doença. No mês escolhido para a conscientização do câncer de mama, Alessandra compartilha sua história e deixa um recado: "Devemos priorizar a nossa saúde, pois sem ela a gente não faz nada".

  • Como você descobriu que estava com câncer de mama?


Eu sempre fiz o ultrassom anualmente, e teve um ano que eu atrasei um pouco para realizar o exame. Senti algo diferente na minha mama, uma estava diferente da outra e não voltava ao normal há dias, mas com a correria do dia a dia eu fui adiando para ir ao médico. Quando finalmente fui, já estava no último estágio, com isso, eu fui encaminhada ao Oncologista para começar o tratamento.

  • Assim que se passaram as primeiras semanas, como você começou a lidar com aquela situação?


Eu realizei a mastectomia total da mama, e de início foi muito difícil, eu levei um choque, como qualquer outro ser humano. Minha família toda me apoiou muito, me deram atenção e suporte, além dos meus amigos da UNITAU, que iam até a minha casa me visitar, sempre muito carinhosos e solidários em relação ao trabalho. O que me ajudou muito também foi minha fé em Deus. Os momentos de meditação me proporcionavam muita paz e calma no coração. Com o tempo, eu fui descobrindo o quanto eu sou forte e conseguia lidar com aquilo.

  • Você tem histórico de câncer na família?


De câncer de mama, não, eu fui a primeira a ter.

  • Qual dica você daria para quem não se preocupa em cuidar da saúde?


Devemos priorizar a nossa saúde, pois sem ela a gente não faz nada, e prestar atenção no nosso corpo, pois ele nos dá sinais quando algo não está certo e, ao perceber esses sinais, rapidamente procurar um médico.

  • Por último, como você está hoje em dia?


Eu continuo fazendo o acompanhamento anualmente com Oncologista e Mastologista e tomo o meu medicamento direitinho.  Mas agora tenho outra vida e estou super bem.

Ainda tem dúvidas sobre os principais sintomas do câncer de mama? O prof. Dr. Renato Mazzini, do Departamento de Medicina, respondeu algumas perguntas frequentes. Leia mais aqui.

Fernanda de Morais
ACOM/UNITAU

Foto: Maria Clara Marques/ACOM