Mestrado aproxima profissional da vocação acadêmica

12/01/2016

Engenheiro por formação, Rafael Bichone descobriu, durante um curso ministrado na empresa em que atuava, a Embraer, a vocação acadêmica. Interessado em se aproximar ainda mais do ambiente universitário e em ampliar seus conhecimentos, ele escolheu o Mestrado em Gestão em Desenvolvimento Regional na Universidade de Taubaté (UNITAU) para aprofundar os estudos. Rafael, que é paulistano e atualmente ministra aulas em São José dos Campos, conta que teve formação em curso técnico e se interessava pela área gerencial. "Eu fiz colegial técnico e percebi que acabaria migrando para Engenharia. Sempre trabalhei com áreas relacionadas à gestão e à administração de empresas", comentou o profissional. O professor, formado em Engenharia de Materiais, ingressou na Embraer em 2008. Para complementar a formação profissional, Rafael cursou um MBA em Gestão Empresarial e também apostou no mestrado. "Os professores foram excelentes, o conteúdo do curso foi muito bom e agregou muito na minha profissão", comentou Rafael. "Esse mestrado na UNITAU me ajudou a formar opiniões sempre embasadas em mais de uma fonte de informação", acrescentou ele, que também ministrou aulas na Pós-graduação da Universidade. O profissional relembra seus estudos na UNITAU com entusiasmo. "A minha turma do mestrado foi muito boa, todos eram empenhados e tenho amigos até hoje". As metas de Rafael não param por aí, tanto profissionais quanto pessoais. Entre elas realizar um Doutorado e ter mais um filho.  Jade AbudACOM/UNITAU

Engenheiro por formação, Rafael Bichone descobriu, durante um curso ministrado na empresa em que atuava, a Embraer, a vocação acadêmica. Interessado em se aproximar ainda mais do ambiente universitário e em ampliar seus conhecimentos, ele escolheu o Mestrado em Gestão em Desenvolvimento Regional na Universidade de Taubaté (UNITAU) para aprofundar os estudos.

Rafael, que é paulistano e atualmente ministra aulas em São José dos Campos, conta que teve formação em curso técnico e se interessava pela área gerencial. “Eu fiz colegial técnico e percebi que acabaria migrando para Engenharia. Sempre trabalhei com áreas relacionadas à gestão e à administração de empresas”, comentou o profissional.

O professor, formado em Engenharia de Materiais, ingressou na Embraer em 2008. Para complementar a formação profissional, Rafael cursou um MBA em Gestão Empresarial e também apostou no mestrado. “Os professores foram excelentes, o conteúdo do curso foi muito bom e agregou muito na minha profissão”, comentou Rafael. “Esse mestrado na UNITAU me ajudou a formar opiniões sempre embasadas em mais de uma fonte de informação”, acrescentou ele, que também ministrou aulas na Pós-graduação da Universidade.

O profissional relembra seus estudos na UNITAU com entusiasmo. “A minha turma do mestrado foi muito boa, todos eram empenhados e tenho amigos até hoje”. As metas de Rafael não param por aí, tanto profissionais quanto pessoais. Entre elas realizar um Doutorado e ter mais um filho. 

Jade Abud
ACOM/UNITAU