Prevenção contra a úlcera por pressão é abordada na Universidade

19/11/2015

O evento "Mude de lado" ocorreu nesta quarta-feira, dia 18, e contou com a participação de estudantes de Enfermagem e de Medicina. Além dos alunos, os profissionais da área da saúde e até mesmo de Nutrição participaram do evento. Esse acontecimento comemora o Dia Mundial da prevenção e tratamento contra a úlcera por pressão. As inscrições do evento aconteceram das 13h às 13h40 e a palestra começou às 14h. O evento foi realizado pela Universidade de Taubaté (UNITAU) com parceria com a Sobest (Associação Brasileira de Estomaterapia). "A Estomaterapia é uma especialidade exclusiva do enfermeiro e nós atendemos pessoas com estomias, feridas e incontinência", relatou a presidente da Associação Brasileira de Estomaterapia, a Profa. Dra. Maria Angela Boccara, do Departamento de Enfermagem e Nutrição.  Maria Angela contou que a úlcera por pressão é um agravante de saúde que afeta pessoas de todas as idades, desde crianças até os idosos, apesar de os idosos serem os mais acometidos. Os casos de úlcera aparecem em pessoas com problemas de mobilidade que não conseguem alterar a posição por si só sem ajuda. Além do problema da mobilidade, pacientes que têm paralisia, obesidade, deficiência nutricional e desidratação têm possibilidade de desenvolver o problema. "É extremamente importante que os profissionais da área da saúde em geral possam conhecer cada vez mais como cuidar dessas pessoas que desenvolvem o problema", afirma a Dra. Maria Angela.  No dia 22, a ação educativa será aberta para toda a população e o problema da úlcera será abordado novamente. A ação será na Praça Dom Epaminondas, das 8h às 12h. Jade AbudACOM/UNITAU

O evento “Mude de lado” ocorreu nesta quarta-feira, dia 18, e contou com a participação de estudantes de Enfermagem e de Medicina. Além dos alunos, os profissionais da área da saúde e até mesmo de Nutrição participaram do evento. Esse acontecimento comemora o Dia Mundial da prevenção e tratamento contra a úlcera por pressão.

As inscrições do evento aconteceram das 13h às 13h40 e a palestra começou às 14h. O evento foi realizado pela Universidade de Taubaté (UNITAU) com parceria com a Sobest (Associação Brasileira de Estomaterapia). “A Estomaterapia é uma especialidade exclusiva do enfermeiro e nós atendemos pessoas com estomias, feridas e incontinência”, relatou a presidente da Associação Brasileira de Estomaterapia, a Profa. Dra. Maria Angela Boccara, do Departamento de Enfermagem e Nutrição. 

Maria Angela contou que a úlcera por pressão é um agravante de saúde que afeta pessoas de todas as idades, desde crianças até os idosos, apesar de os idosos serem os mais acometidos. Os casos de úlcera aparecem em pessoas com problemas de mobilidade que não conseguem alterar a posição por si só sem ajuda.

Além do problema da mobilidade, pacientes que têm paralisia, obesidade, deficiência nutricional e desidratação têm possibilidade de desenvolver o problema. “É extremamente importante que os profissionais da área da saúde em geral possam conhecer cada vez mais como cuidar dessas pessoas que desenvolvem o problema”, afirma a Dra. Maria Angela.

 No dia 22, a ação educativa será aberta para toda a população e o problema da úlcera será abordado novamente. A ação será na Praça Dom Epaminondas, das 8h às 12h.

Jade Abud
ACOM/UNITAU